ANADEF | Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos Federais (61) 3326.9121
Quinta, 08 de Janeiro de 2009

Aposentada vai ser internada terça-feira

Depois de reportagem do EM, que acompanhou paciente em busca de cirurgia, uma vitória para Maria das Graças de Souza.

A luta incessante pelo direito à saúde começa a render algumas vitórias para a aposentada por invalidez Maria das Graças de Souza, de 54 anos. Conforme documentou o Estado de Minas, em reportagem publicada domingo, ela passou todo o ano de 2008 percorrendo um calvário tortuoso em hospitais, centros de saúde e postos de atendimento na tentativa de ser submetida a uma cirurgia para a retirada de três hérnias do intestino. Maria das Graças foi atendida, esta semana, no Centro de Especialidades Médicas (CEM), na região hospitalar, e recebeu a notícia que busca há pelo menos três anos. Ela vai se internar terça-feira, às 7h, para tentar ser operada.Isso porque, além das hérnias, ela carrega outros males que representam risco à sua saúde e a impedem de entrar com segurança no bloco cirúrgico. Dona Graça, como é chamada, tem diabetes, hipertensão e obesidade. Segundo informou a superintendente do CEM Maria Nunes, a meta é interná-la para que os níveis de pressão alta e glicemia fiquem controlados. “Se ela tiver condições, fará a cirurgia. Nosso objetivo é tentar controlar sua saúde durante a internação. Se não apresentar bons índices de pressão arterial e estiver com a diabetes descompensada, vamos fazer novos exames e remarcar a operação. O objetivo é tentar resolver seu problema da melhor forma possível”, garante.Atualmente, Maria das Graças pesa 85 quilos e tem 1,45 metro de altura. O serviço de endocrinologia da Santa Casa vai acompanhar seu caso para identificar o que pode ser feito para ajudá-la a perder peso. “Depois que meu caso foi divulgado, consegui a marcação de duas consultas. Compareci ao CEM e fui avaliada por uma junta médica. Vou me internar e espero ter a chance de operar. Para não tirar a oportunidade de outras pessoas, voltei ao centro de saúde e informei que não vou precisar comparecer à outra consulta que estava marcada no Hospital Alberto Cavalcanti. Assim, essa avaliação pode ser oferecida para outra pessoa que como eu estava precisando”, diz a aposentada.Na segunda-feira, dona Graça foi atendida no Centro de Saúde Itaipu pelo clínico geral Wanderson Luis Cipriano. Para controlar a pressão, ele receitou novos medicamentos que ainda não estavam disponíveis na unidade. Ontem, ela recebeu toda a medicação na unidade básica, o que renovou ainda mais seu ânimo. “Pedi tanto a Deus que começo a ver que meus problemas estão próximos de uma solução”, confia.ATENDIMENTOAcompanhando de perto a situação, o secretário municipal de Saúde de BH, Marcelo Teixeira, garante que o atendimento à aposentada está assegurado no Sistema Único de Saúde (SUS). “Tanto no centro de saúde como na atenção hospitalar é papel da saúde pública garantir o acesso aos serviços públicos e resolver os problemas dos pacientes”, afirma.Interessada na história de dona Graça, a Defensoria Pública da União entrou em contato com a paciente para assegurar que seu caso não seja esquecido e que os direitos à saúde sejam respeitados. “Por ser uma pessoa carente, a defensoria poderá acompanhar seu caso e, se for preciso, mover ação para garantir seu direito à cirurgia”, informou o órgão.


Compartilhe esta notícia:
Aposentada vai ser internada terça-feira
Pesquise em todo o site:

Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos Federais - ANADEF
SBS Qd 02 Bloco E Lote 15 Sala 303 - Edifício Prime Business Convenience
Brasilia - DF - CEP: 70070-120
Fone: (61) 3326.9121

ACESSE NOSSAS REDES

DPU
ANADEF® TODOS OS DIREITOS RESERVADOS