ANADEF | Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais (61) 3326.9121
Justiça Infame
Quinta, 06 de Agosto de 2020

Justiça Infame

AUTOR: YURI COSTA

Crime, Escravidão e Poder no Brasil Imperial

Justiça infame analisa representações das elites sobre o escravo na segunda metade do século XIX e a influência de fatores políticos sobre o Poder Judiciário imperial. Tem como pano de fundo o estudo de um crime ocorrido em 1876, em São Luís, Maranhão, atribuído à senhora Ana Rosa Viana Ribeiro, personagem abastada e casada com um político influente. O suposto assassinato de Inocêncio, criança escravizada de oito anos, levou à prisão e à acusação da senhora pelo Tribunal do Júri. Aquele foi um caso sem precedentes na história do Judiciário maranhense, pois desafiou os limites do poder senhorial sobre sua propriedade escrava, além de adquirir destacada repercussão na província e mesmo na Corte. Contribui, por isso mesmo, para o entendimento da Justiça e da política no Império a partir de uma localidade periférica. Distante do Centro-Sul do país, o Maranhão tensionou as regras projetadas para o Império, imprimiu traços peculiares à armação burocrática pensada para a nação e certamente inventou formas diversas de corrupção das instituições do século XIX.

Sobre o autor: Yuri Costa é doutor em História pela UNISINOS, professor adjunto da UEMA (graduação e mestrado), defensor público federal e autor, dentre outras obras, de O Epaminondas Americano: trajetórias de um advogado português na província do Maranhão e A flor vermelha: ensaio biográfico sobre Celso Magalhães (1849-1879).


Compartilhe esta notícia:
Justiça Infame

Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais - ANADEF
SBS Qd 02 Bloco E Lote 15 Sala 303 - Edifício Prime Business Convenience
Brasilia - DF - CEP: 70070-120
Fone: (61) 3326.9121

ACESSE NOSSAS REDES

DPU
ANADEF® TODOS OS DIREITOS RESERVADOS