Imprimir
PDF

Nota pública

Escrito por Imprensa em .

A Associação Nacional do Defensores Públicos Federais (Anadef) se solidariza com as famílias das vítimas devido às chuvas que assolam a capital do Piauí, Teresina, nos últimos dias. Diversas pessoas foram prejudicadas após o rompimento de um muro que represava água em um terreno localizado acima do nível das casas. O fato deixou três mortos, dezenas de feridos e atingiu mais de 40 residências.
Desde a última quinta-feira (04), uma força-tarefa vem sendo realizada para a retirada das famílias ilhadas. 
Nós, defensoras e defensores, em meio a tanta tragėdia, ressaltamos que atuaremos na defesa dos direitos e garantias para fornecer assistência a todos os prejudicados. Estaremos ao lado das vítimas e sentimos por todos os afetados por este acontecimento.

 

Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais

Imprimir
PDF

Ação sobre falta de acessibilidade no INSS é parcialmente deferida

Escrito por Imprensa em .

O juiz federal Ed Lyra Leal, com deficiência visual, parcialmente deferiu pedido de tutela de urgência em uma ação civil pública protocolada pela Defensoria Pública da União. A ação, que teve a decisão emitida na última quarta-feira (27), trata sobre a falta de acessibilidade no atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e foi pleiteada pela defensora regional de direitos humanos da DPU no estado do Paraná, Carolina Balbinott Bunhak, e por Alexandre Mendes Lima de Oliveira, defensor regional de direitos humanos no Distrito Federal.

Imprimir
PDF

Nota pública

Escrito por Imprensa em .

A Associação dos Defensores Públicos Federais (Anadef) manifesta repúdio à medida anunciada pelo porta-voz do Palácio do Planalto, que confirmou a recomendação do presidente Jair Bolsonaro para atos em comemoração ao Golpe Militar, no próximo dia 31 de março.

Para os defensores públicos federais, que atuam na garantia dos direitos humanos, a decisão do Governo é um estimulo grave ao ódio e à tortura. Celebrar a data é ignorar a dor de dezenas de brasileiros, é retroceder aos direitos conquistados sob a morte daqueles que lutaram por um País livre, entre eles índios, sindicalistas e líderes rurais e religiosos, desaparecidos e assassinados durante o triste período da ditadura militar.

Temos apreço e respeito às Forças Armadas que têm como seu papel institucional garantir e preservar os poderes constitucionais. No entanto, sob a pretensão de exaltar o Exército Brasileiro, a comemoração do golpe de 64 celebra um momento em que o papel das Forças Armadas foi deturpado e corrompido. O golpe de 64 representou uma violação profunda do Estado Democrático de Direito, inaugurando um período em que a tortura, a violência e a perseguição política foram institucionalizados no Brasil.

Em nome daqueles que sofreram e ainda sofrem a dor dos dias marcados pela ditadura militar, rechaçamos qualquer manifestação no sentido de reconhecer a data além do que ela estritamente representa: um dos períodos de maior sofrimento na história do País.

 

Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais

 

 

Imprimir
PDF

Anadef participa do lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Previdência

Escrito por Imprensa em .

A O presidente Igor Roque representou a Anadef no lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Previdência, que aconteceu na manhã desta quarta-feira (20). O evento, que aconteceu na Câmara dos Deputados, tem como objetivo rejeitar a proposta enviada pelo Governo sobre a PEC 006/2016, que trata sobre a Reforma da Previdência.

Imprimir
PDF

Anadef participa de assembleia geral do Fonacate

Escrito por Imprensa em .

Em mais um dia reunindo-se com representantes das carreiras que compõem o Fórum Nacional Permanente das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), o presidente Igor Roque esteve acompanhado do assessor legislativo da Associação, Luiz Martins, na tarde desta terça-feira (12). 

Imprimir
PDF

Nota pública: Anadef se solidariza com vítimas da tragédia de Suzano

Escrito por Imprensa em .

A Anadef se solidariza com as famílias das vítimas da tragédia na Escola Estadual Raul Brasil, que aconteceu na manhã desta quarta-feira (13), em Suzano (SP).

Em meio a tantos casos de violência sendo registrados no país, nós, defensoras e defensores públicos federais, queremos lembrar que o direito à vida deve estar acima de todo e qualquer ataque à integridade física da pessoa humana.

Acreditamos que violência não se combate com violência, e armar a população abre espaço para que aconteçam outras barbáries como a de hoje. Seguimos defendendo que investir na educação das nossas e nossos jovens é o melhor caminho para a construção de uma sociedade mais consciente e solidária.

 

Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais

Imprimir
PDF

Anadef participa de reunião do Fonacate sobre a Reforma da Previdência

Escrito por Imprensa em .

A vice-presidente da Anadef, Isabella Simões, representou a Associação na reunião do Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) na tarde desta terça-feira (26). O Fórum debateu sobre as estratégias das carreiras a respeito do progresso da Proposta de Emenda à Constituição 006/2019, encaminhada ao Congresso Nacional na última semana, que trata sobre a Reforma da Previdência.