Imprimir
PDF

Membros da DPU disputam vaga de defensor público-geral federal

Escrito por Imprensa em .

A Defensoria Pública da União (DPU) abriu disputa que definirá a lista tríplice para o cargo de defensor público-geral federal. Na última quinta-feira (12), Igor Roque, presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais – Anadef, organizou um debate entre os nove candidatos ao cargo, na sede da Defensoria Pública da União (DPU), em Brasília-DF.

"Estamos vivendo um momento extremamente importante para a nossa instituição. Trata-se de um período de consolidação da democracia institucional e a participação dos membros da carreira é essencial". De acordo com Roque, a indicação do DPGF pelos seus pares reflete a chegada dos principais problemas levantados pela categoria na Administração Superior da DPU, fato que proporciona a apresentação de soluções e, por isso, a construção de uma Defensoria Pública da União mais forte, enfatiza. 

A votação é realizada entre os próprios defensores públicos federais e ocorreu na segunda-feira (16) e nesta terça-feira (17). Os três mais votados vão compor a lista tríplice, que será enviada pela DPU, no dia 18, quarta-feira, ao presidente da República, Michel Temer, para que indique um nome. O escolhido ainda terá que passar por sabatina no Senado Federal. Depois disso, o novo defensor-geral substituirá Carlos Eduardo Paz. 

O processo de eleição está previsto na Lei Complementar 80/1994. Saiba quem são os candidatos ao cargo de defensor público-geral federal:

André do Nascimento Del Fiaco - Brasília-DF;

Anginaldo Oliveira Vieira - Amapá- AP;

Daniel de Macedo Alves Pereira - Rio de Janeiro-RJ;

Gabriel Faria de Oliveira - Santa Catarina-SC;

José Romulo Plácido Sales - Piauí-PI;

Michelle Leite de Souza Santos - Brasília-DF;

Pedro da Gama Lobo Lorens - Bahia-BA;     

Vinícius Diniz Monteiro de Barros - Minas Gerais-MG;

Wagner Ramos Kriger - Rio Grande do Norte- RN